A disputa ideológica sobre a Abolição da Escravidão foi parar no samba

Nas vésperas do feriado da Proclamação da República, achei interessante trazer uma história curiosa envolvendo a Abolição da Escravidão, fa...

Princesa_Isabel Nas vésperas do feriado da Proclamação da República, achei interessante trazer uma história curiosa envolvendo a Abolição da Escravidão, fator essencial para derrubar a Monarquia Brasileira e ajudar a instaurar o novo regime republicano no Brasil. Uma história repleta de disputas ideológicas que, como quase tudo no Brasil, acabou em samba. Literalmente.

 

Quilombo dos Palmares No dia 13 de maio de 1888, caía o último bastião da escravidão negra no mundo. A Princesa Isabel assinava a Lei Áurea no Brasil, que colocava um fim definitivo numa das fases mais tristes de nossa história. A partir de então, começaram os debates em torno das motivações que levaram a assinatura da Abolição. Teria sido fruto do ato benevolente da Princesa, ou fruto de uma luta dos escravos negros que forçaram a sua liberdade?

No centenário da Abolição, em 1988, esse debate recrudesceu com força, agora no contexto do movimento multiculturalista, que impunha uma revisão histórica da escravidão. Nesse ano, a escola de samba Unidos de Vila Isabel foi para a avenida com o samba Kizomba, Festa da Raça. Neste samba não há nenhuma menção à Princesa Isabel ou à Lei Áurea, e sim um destaque à luta e resistência dos escravos e da cultura afro-brasileira. A escrava Anastácia e Zumbi dos Palmares são lembrados. O samba acabou sendo o campeão do Carnaval de 1988.

 

 

Valeu Zumbi
O grito forte dos Palmares
Que correu terras céus e mares
Influenciando a Abolição
Zumbi valeu
Hoje a Vila é Kizomba
É batuque, canto e dança
Jogo e Maracatu
Vem menininha pra dançar o Caxambu
Vem menininha pra dançar o Caxambu
Ô ô nega mina
Anastácia não se deixou escravizar
Ô ô Clementina
O pagode é o partido popular
Sarcedote ergue a taça
Convocando toda a massa
Nesse evento que com graça
Gente de todas as raças
Numa mesma emoção
Esta Kizomba é nossa constituição
Esta Kizomba é nossa constituição
Que magia
Reza ageum e Orixá
Tem a força da Cultura
Tem a arte e a bravura
E um bom jogo de cintura
Faz valer seus ideais
E a beleza pura dos seus rituais
Vem a Lua de Luanda
Para iluminar a rua
Nossa sede é nossa sede
De que o Apartheid se destrua
Vem a Lua de Luanda
Para iluminar a rua
Nossa sede é nossa sede
De que o Apartheid se destrua
Valeu
Valeu Zumbi

 

princesa-isabel-lei-aurea O troco viria um ano depois, no centenário da Proclamação da República. A escola de samba Imperatriz Leopoldinense retoma a interpretação oficial da Abolição em que a Princesa Isabel se torna a heroína dos negros ao assinar a Lei que os liberta da opressão, cabendo ao escravo dançar e comemorar “o fim da sina”. Outro fator interessante da letra: O Duque Imortal referido no samba, Duque de Caxias, foi consagrado como herói do mesmo modo que na historiografia oficial da Guerra do Paraguai — mesma guerra em que milhares de negros foram mortos em busca da promessa de liberdade, os quais, no entanto  jamais são lembrados ou reverenciados. Além dele, outro “herói” nacional reverenciado na letra é o “Marechal” (Marechal Deodoro da Fonseca) que “na noite 15 e reluzente” (15 de novembro de 1889) proclamou a república e se tornou o primeiro presidente do Brasil. O samba também foi campeão do Carnaval um ano depois da Vila Isabel.

 

 

Liberdade!, Liberdade!
Abre as asas sobre nós
E que a voz da igualdade
Seja sempre a nossa voz, mas eu digo que vem
Vem, vem reviver comigo amor
O centenário em poesia
Nesta pátria mãe querida
O império decadente, muito rico incoerente
Era fidalguia e por isso que surgem
Surgem os tamborins, vem emoção
A bateria vem, no pique da canção
E a nobreza enfeita o luxo do salão, vem viver
Vem viver o sonho que sonhei
Ao longe faz-se ouvir
Tem verde e branco por aí
Brilhando na Sapucaí e da guerra
Da guerra nunca mais
Esqueceremos do patrono, o duque imortal
A imigração floriu, de cultura o Brasil
A música encanta, e o povo canta assim e da princesa
Pra Isabel a heroína, que assinou a lei divina
Negro dançou, comemorou, o fim da sina
Na noite quinze e reluzente
Com a bravura, finalmente
O Marechal que proclamou foi presidente
Liberdade!, Liberdade!
Abre as asas sobre nós
E que a voz da igualdade
Seja sempre a nossa voz,
Liberdade!, Liberdade!
Abre as asas sobre nós
E que a voz da igualdade

Seja sempre a nossa voz!

Por conta dessa batalha ideológica, hoje os negros, salvo algumas exceções, deixam de comemorar o 13 de maio em favor do 20 de novembro, dia da Consciência Negra e do aniversário de Zumbi dos Palmares. Os dois sambas são dos mais belos de toda a história do Carnaval, mas bastante parciais e tendenciosos. Deixam de fora, por exemplo, a luta de vários intelectuais pela Abolição — dentre os mais destacados deles, Joaquim Nabuco — e a influência do contexto histórico de então. A Princesa Isabel de fato não foi a heroína da Abolição, mas o Quilombo dos Palmares por sua vez também não foi o exemplo de uma democracia e de liberdade como é apregoado. Nessa batalha ideológica, se não tomarmos cuidado, a única que vai sair perdendo é a verdade.

COMMENTS


Nome

ateísmo e religião ciência Filosofia história Sem Categoria Ufo arqueologia e Mistérios
false
ltr
item
Rama na Vimana: A disputa ideológica sobre a Abolição da Escravidão foi parar no samba
A disputa ideológica sobre a Abolição da Escravidão foi parar no samba
http://lh4.ggpht.com/-xomkog8Oy5M/Tr_9yB6oZYI/AAAAAAAABX4/YjWMsiV0Ddw/Princesa_Isabel_thumb%25255B3%25255D.jpg?imgmax=800
http://lh4.ggpht.com/-xomkog8Oy5M/Tr_9yB6oZYI/AAAAAAAABX4/YjWMsiV0Ddw/s72-c/Princesa_Isabel_thumb%25255B3%25255D.jpg?imgmax=800
Rama na Vimana
http://ramanavimana.blogspot.com/2011/11/disputa-ideologica-sobre-abolicao-da.html
http://ramanavimana.blogspot.com/
http://ramanavimana.blogspot.com/
http://ramanavimana.blogspot.com/2011/11/disputa-ideologica-sobre-abolicao-da.html
true
2052759484535425255
UTF-8
Nenhuma postagem encontrada VER TODAS Continue Responder Cancelar resposta Deletar Por Início PARTE POSTS Ver todas VEJA TAMBÉM CATEGORIAS ARQUIVO BUSCA TODAS AS POSTAGENS Sua busca não gerou nenhuma postagem Voltar para o início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sabado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez agora 1 minuto atrás $$1$$ minutos atrás 1 hora atrás $$1$$ horas atrás Ontem $$1$$ dias atrás $$1$$ semanas atrás mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Por favor, compartilhe para desbloquear Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy